PoderData: Sem Doria, Tebet tem 1% e indica fracasso da terceira via

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Pesquisa PoderData mostra Simone Tebet com 1% das intenções de voto (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Pesquisa PoderData mostra Simone Tebet com 1% das intenções de voto (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Pesquisa PoderData mostra Simone Tebet com 1% das intenções de voto

  • Ex-presidente Lula tem 43%, enquanto Jair Bolsonaro tem 35%

  • Levantamento é o primeiro sem João Doria

A nova pesquisa PoderData, divulgada nesta quarta-feira (8), aponta Simone Tebet (MDB) com 1% das intenções de voto. Lula (PT) aparece com 43% e Jair Bolsonaro (PL) com 35%, diferença que se manteve estável em relação aos levantamentos anteriores, feitos no mês de maio.

Foram ouvidas 3 mil pessoas entre os dias 5 e 7 de junho, por meio de ligações para telefones fixos e celulares. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O registro no TSE é BR-01975/2022.

Veja o resultado da pesquisa:

  • Lula (PT): 43%

  • Jair Bolsonaro (PL): 35%

  • Ciro Gomes (PDT): 6%

  • André Janones (Avante): 2%

  • Simone Tebet (MDB): 1%

  • Eymael (DC): 1%

  • Luciano Bivar (União Brasil): 1%

  • Branco/nulo: 5%

  • Não sabem: 5%

Felipe D’Ávila (Novo), Leonardo Péricles (UP), Pablo Marçal (PROS), Vera Lúcia (PSTU) e Sofia Manzano (PCB) não pontuaram.

O levantamento é o primeiro PoderData sem João Doria (PSDB), que abriu mão da candidatura. Agora, a tendência é que os tucanos apoiem Tebet. No entanto, a pesquisa indica que um fracasso da terceira via. Doria tinha 4% entre 8 e 10 de maio e caiu para 1% entre 22 e 24 de maio.

Tebet, que tinha 2% nos levantamentos anteriores, não melhorou com a saída do tucano, que também representaria a terceira via.

Ciro Gomes, por sua vez, variou dentro da margem de erro, de 5% para 6%. O pedetista é o terceiro colocado nas pesquisas, mas com uma distância considerável para Bolsonaro, o segundo colocado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos