'Poderia ter sido uma tragédia': cinco tiros atingem casa na noite da vitória de Lula; polícia investiga motivação política

A casa do fotógrafo Carlos Magno e da ex-candidata a vereadora pelo PDT Márcia Belarmino foi atingida por cinco tiros de calibre 9mm após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no domingo. O caso ocorreu no bairro de Jardim Marcato, em Suzano, no interior de São Paulo. O casal e outros seis familiares assistiam à apuração das eleições presidenciais e, ao ser constatada a derrota de Jair Bolsonaro (PL), o grupo foi até a calçada da rua em que residem para comemorar. Cerca de 20 minutos depois, às 20h50, cinco disparos atingiram o portão. O caso foi registrado na delegacia da cidade e uma das hipóteses é de motivação política.

Violência nas eleições: Polícia investiga se assassinatos após vitória de Lula tiveram motivação política

Bolsonaristas: Concessionárias de rodovias apontam 35 bloqueios na manhã desta quinta, contra 129 no dia anterior

Com a vitória de Lula, parte do grupo foi até uma das praças mais movimentadas da cidade. Quando o disparo ocorreu, apenas Carlos, o neto e uma de suas filhas estavam em casa. Em entrevista, ele relata que, naquele momento, achou que se tratavam de fogos e, por isso, não deu muita importância.

Foi apenas no dia seguinte que uma vizinha avisou o casal que cinco balas estavam na frente da residência. A munição atingiu a parede da casa e o centro do portão.

— Foi uma violência gratuita, atiraram em direção ao nosso carro que tem um adesivo de Lula colado. Acredito que o autor tenha observado a nossa comemoração e ficou com raiva. Se fossem 20 minutos antes, teria sido uma tragédia — afirmou o fotógrafo ao GLOBO.

Para o casal não há dúvidas de que a motivação foi política. No registro de ocorrência, Márcia reforça que eles estavam com apetrechos ligados ao petista e fazem parte de movimentos de esquerda da cidade, o que poderia "ter despertado a ira de algum bolsonarista".

Em Suzano, Bolsonaro conquistou 53,2% dos eleitores e teve pouco mais de 10 mil votos a mais que Lula. O bairro de Jardim Marcato é descrito por Carlos Magno como um reduto de apoiadores do presidente.

A Polícia Civil já fez a perícia no local, mas o autor ainda não foi identificado.