Pogba deve seguir na seleção francesa mesmo após discurso polêmico de Macron, diz jornal

Fabio Utz
·1 minuto de leitura

Na última sexta-feira, o presidente da França, Emmanuel Macron, deu um discurso altamente polêmico. Suas palavras, segundo fontes de notícias do Oriente Médio, poderiam fazer, até mesmo, com que Paul Pobga deixasse de defender a seleção nacional. Mas a informação do jornal Daily Mail é que isso, a princípio, não irá acontecer.

Michael Regan/Getty Images
Michael Regan/Getty Images

Macron disse o Islã é o responsável pelo terrorismo internacional e criticou a luta contrao separatismo islâmico. E isso não caiu bem aos ouvidos de Pogba, que é convertido à religião muçulmana e carrega esta opção com orgulho - postou foto até mesmo visitando Meca, em 2019. Isso, em um primeiro momento, teria causado a renúncia do atleta à seleção. Mas o periódico inglês garante que esta não é a sua intenção.

FRANCE-GOVERNMENT-FBL-AWARDS | FRANCOIS MORI/Getty Images
FRANCE-GOVERNMENT-FBL-AWARDS | FRANCOIS MORI/Getty Images

Pogba, atualmente, defende o Manchester United, da Inglaterra, e foi uma das peças fundamentais da França para a conquista da Copa do Mundo de 2018. Está com apenas 27 anos e tem, no mínimo, mais dois Mundiais pela frente.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.