Polícia afasta inspetor acusado por ex-companheira de agressão em delegacia

A Polícia Civil decidiu afastar por tempo indeterminado o inspetor Mário Sérgio Gonçalo Coelho, de 65 anos, lotado na 74ª DP (Alcântara), acusado pela ex-companheira no dia 17 de julho dentro da distrital. O caso foi revelado nesta sexta-feira pelo jornal EXTRA. Em nota, a instituição negou que a sessão de espaçamento aconteceu dentro da delegacia e afirmou que ele está sendo investigado pela Corregedoria Interna da instituição.

Uma técnica de enfermagem, de 45 anos, denuncia que foi agredida a tapas, socos e por barra de ferro pelo ex-companheiro, o inspetor após ele pedir para conversar com a ex-companheira — que não aguentava mais ser agredida. Machucada, a vítima foi salva por agentes do 7º BPM (São Gonçalo), que patrulhavam a região no momento das agressões.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de São Gonçalo. Enquanto isso, a Justiça do Rio — a pedido da Deam — expediu uma medida protetiva contra o agente. Após o caso vir à tona, a Civil se pronunciou.

Em nota, a instituição afirmou que “não procede a informação de que o fato aconteceu no interior da delegacia”. Segundo o comunicado, “as investigações estão em andamento na Deam de São Gonçalo. Em paralelo, a Corregedoria-Geral de Polícia Civil também instaurou procedimento administrativo disciplinar para apurar a conduta do servidor, que foi afastado da função”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos