Polícia apreende em SP armas de criminosos que agiram em Guarapuava

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma operação comandada por policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) em uma chácara em Araçariguama, no interior de São Paulo, resultou na apreensão nesta terça-feira (19) de armas e munições que seriam utilizadas em roubos a empresas de transporte de valores.

Policiais do Deic disseram que o armamento encontrado no sítio pertence à quadrilha que tentou assaltar uma empresa desse tipo em Guarapuava, no Paraná, entre a noite de domingo (17) e a madrugada de segunda-feira (18).

No entanto, o armamento localizado não teria sido o mesmo utilizado pela quadrilha, que tinha cerca de 30 integrantes e ainda está sendo procurada pela polícia do Paraná.

No caso de Araçariguama, a Polícia Civil chegou ao local após receber uma denúncia. Investigadores da 2ª Delegacia do Patrimônio foram até o imóvel indicado, na rua Prefeito Severino Alves Filho, no Jardim Meireles. No momento que os agentes chegaram, apenas um caseiro estava no local.

Após buscas, as armas foram encontradas no sótão da casa principal da propriedade. Havia fuzis de diversos calibres, entre os quais .30 e .50, que são capazes de romper blindagens, além dos calibres 556 e 762. Ainda foram encontradas espingardas calibre 44 e 308.

As investigações apontaram que o dono do imóvel tem passagem por crimes em diversos estados, entre os quais o Paraná.

Em São Paulo, ele é procurado após ter fugido da prisão há cerca de seis anos. Entre os crimes cometidos na capital paulista, estão associação criminosa e roubo.

Além das armas de grosso calibre, foram encontradas na casa munição, silenciadores e um conjunto superior de um fuzil .50.

A polícia tenta identificar os responsáveis pela posse e guarda dos armamentos. O caseiro que estava no local foi liberado pela polícia. ​

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos