Polícia busca motivo para atropelamento em desfile de Natal no Wisconsin

·1 min de leitura
Chefe de polícia de Waukesha, Dan Thompson

Por Brendan O'Brien e Cheney Orr

WAUKESHA, Wisconsin (Reuters) - Autoridades estavam investigando nesta segunda-feira o que levou um suspeito a atropelar dezenas de pessoas em um desfile de Natal no Estado norte-americano do Wisconsin, matando cinco delas, enquanto surgiam relatos de que ele podia estar fugindo da cena de um crime anterior.

Na manhã seguinte ao massacre de domingo, um chapéu rosa, um sapato solitário e doces se espalhavam pela principal via pública de Waukesha, cidade localizada cerca de 32 quilômetros a oeste de Milwaukee.

O suspeito parecia estar fugindo de outro incidente quando o veículo avançou pela rota do desfile, noticiou a rede CNN nesta segunda-feira, citando várias fontes da Justiça. Embora a investigação esteja nos estágios iniciais, as autoridades não encontraram nenhuma ligação com terrorismo, disseram as fontes ao canal.

Ainda no domingo, o chefe de polícia de Waukesha, Dan Thompson, disse aos repórteres que uma pessoa estava sob custódia e que a corporação havia encontrado o veículo utilitário esportivo vermelho visto avançando sobre os pedestres. O FBI está auxiliando a investigação da polícia local.

Citando fontes da lei, várias reportagens identificaram a pessoa sob custódia como Darrell Brooks, de 39 anos. A Reuters não conseguiu confirmar a identidade do suspeito de imediato.

Uma busca em registros de tribunais na internet revelou um caso recém-aberto contra uma pessoa chamada Darrell Brooks, com uma data de nascimento que lhe atribui 39 anos de idade. Os documentos mostram que ele é acusado de restringir ou obstruir um policial, não pagar fiança e cometer agressão e que uma fiança de mil dólares em dinheiro foi paga na semana passada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos