Polícia Civil cumpre mandado de prisão ligado ao ataque à produtora do Porta dos Fundos

Rafael Nascimento de Souza

RIO - A Polícia Civil cumpriu na manhã desta terça-feira um mandado de prisão e mandados de busca e apreensão referentes ao ataque à produtora do Porta dos Fundos ocorrido na madrugada do último dia 24. O suspeito de envolvimento no ataque já foi identificado, está sendo procurado e é considerado foragido.

A identificação do suspeito foi possível por meio de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça no último dia 26, de acordo com a polícia. Dinheiro, simulacro de arma, munição, camisa de entidade filosófico-política e computadores foram apreendidos no começo da manhã.

Titular da 10ª DP, que acompanha o caso, o delegado Marco Aurélio de Paula Ribeiro divulgará mais informações sobre o caso às 10h30 na unidade, localizada na Rua Bambina.

O ataque ocorrereu após o Porta dos Fundos retratar Jesus Cristo como gay no filme 'Especial de Natal Porta dos Fundos: a primeira tentação de Cristo', que estreou no dia 3 de dezembro no Netflix. No ataque, dois homens estavam no carro e outros dois na moto. Enquanto três deles atiravam os coquetéis, um quarto registrava a ação de um celular.

Até o ataque com coquetéis molotov na madrugada de sábado, as reações contra o especial de Natal da produtora Porta dos Fundos foram sete ações judiciais que tinham com parte ré contra o serviço de streaming.