Polícia Civil faz operação contra uma das maiores organizações criminosas de fraudes bancárias no estado

·1 min de leitura

Nove pessoas foram presas, na manhã desta quinta-feira, durante a operação Véritas, contra uma das maiores organizações criminosas de fraudes bancárias atuantes dentro e fora do estado do Rio. Segundo a Polícia Civil, o grupo se especializou em praticar fraudes contra instituições bancárias, realizando saques fraudulentos ao se passar por clientes, muitos dos quais idosos, mediante o desvio de cheques e recebimento indevido de pensões, ocasionando prejuízos milionários aos bancos e seus clientes.

Veja o video: Homem preso pela PF transportava 10 quilos de cocaína escondidos sob o forro das portas do carro

A ação, realizada pela Delegacia de Combate ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro (DCOC-LD), visa a cumprir 15 mandados de prisão preventiva, 17 mandados de busca e apreensão, havendo ainda ordem de bloqueio judicial de até R$ 13,479 milhões nas contas bancárias e carteiras de criptomoedas dos suspeitos e das empresas, além do sequestro de bens de alto valor.

Nas investigações, foi identificada a participação de funcionários de bancos nas fraudes, contra os quais também estão sendo cumpridos mandados de prisão. A polícia apurou ainda que os investigados acumularam riqueza e patrimônio incompatível com suas capacidades. Eles foram indiciados pelos crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e estelionato.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos