Polícia Civil prende em flagrante falsa biomédica que realizava atendimentos estéticos em clínica clandestina na Zona Sul

Policiais da Delegacia Especial de Crimes contra o Consumidor (Decon) identificaram uma mulher que se apresentava como biomédica e realizava procedimentos estéticos sem formação para esse serviço. As investigações indicavam que a mulher, através de redes sociais, se identificava como profissional de biomedicina estética e realizava os atendimentos em um endereço da Avenida Vieira Souto, em Ipanema, Zona Sul do Rio, até o último mês. Depois, trocou para outro espaço, em Botafogo, na Rua São João Batista, nos fundos de uma loja de venda de motocicletas.

Quem é o filho de Sérgio Cabral, alvo da operação da PF contra máfia dos cigarros

Polícia Civil prende homem que se disfarçava de policial para roubar cargas

No local, a mulher se identificou como biomédica, tendo posteriormente assumido que, na verdade, estaria cursando o primeiro período de Biomedicina. Os agentes verificaram que ela utilizava em seus procedimentos produto fora da validade. Na ocasião, a mulher também afirmou não possuir autorizações junto à Vigilância Sanitária e à prefeitura.

Perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (SPCID/ICCE) confirmou a atividade irregular que funcionava no local. A mulher foi presa em flagrante pela prática de crime contra as relações de consumo, além do exercício ilegal da profissão de biomédica.