Polícia Civil prende quadrilha que falsificava suplementos alimentares no Rio

A Polícia Civil do Rio, através da 34ª DP (Bangu) prendeu nesta terça-feira (26) dez pessoas envolvidas na falsificação de polivitamínicos em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Elas estavam em uma casa de dois andares onde funcionava a fábrica do produto. Os policiais descobriram o local do crime, durante uma investigação sobre a distribuição de suplementos alimentares falsos a consumidores diversos, inclusive no bairro de Bangu. As dez pessoas encontradas na fábrica irão responder pelos crimes de falsificação de produtos alimentícios e associação criminosa (artigos 272 e 288 do Código Penal).

Preso por assaltos na Zona Sul do Rio: Homem usava cadela para intimidar e atacar vítimas

'Os homens vão cair a seus pés', ouviu cozinheira convencida a fazer cirurgia por médico preso por cárcere

Ao entrarem no local, os agentes verificaram a falsificação em curso. O crime era praticado da seguinte forma: polivitamínicos de baixo custo eram adquiridos pela fábrica. Em seguida, os comprimidos eram retirados de sua embalagem original e distribuídos em outras, ganhando novo rótulo. Esses produtos, posteriormente, eram anunciados como suplementos para emagrecimento, para ganho de massa muscular e para melhoria da visão, entre outros benefícios prometidos.

'Vou te matar': Chefe de investigações de Delegacia da Mulher é denunciado pelo MP por agredir companheira

O proprietário do laboratório é um suposto cidadão europeu e está no exterior. Em vídeos adquiridos pelo GLOBO, é possível ver a chegada dos policiais ao local, onde havia diversas caixas com frascos, além do maquinário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos