Polícia cumpre mandados contra milícia no Rio de Janeiro

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Policiais civis cumprem hoje (28) cinco mandados de prisão e 68 de busca e apreensão contra suspeitos de integrar uma milícia que atua na zona oeste do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. Além disso, a ação visa a bloquear bens que valem mais de R$ 29 milhões.

Uma investigação, iniciada a partir de relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf), identificou que a organização criminosa usava uma empresa de distribuição de gás para lavar dinheiro ilegal proveniente das atividades da milícia.

A polícia encontrou movimentações incompatíveis dos investigados e empresas ligadas aos alvos da operação, em mais de R$ 1 milhão, entre os anos de 2016 e 2018. O bando teria movimentado ainda cerca de R$ 28 milhões de transações atípicas, no período de 2018 a 2019, e aproximadamente R$160 milhões só no mês de janeiro deste ano.

Segundo a Polícia Civil, a milícia impedia a livre concorrência de empresas e serviços nas regiões onde age, obrigando os moradores a consumirem produtos e serviços oferecidos ilegalmente  por ela.

A quadrilha é investigada pelos crimes de organização criminosa, lavagem de capitais e crime contra a ordem econômica.