Polícia da Austrália encontra R$ 71 milhões em cocaína junto de corpo de mergulhador

A polícia da Austrália abriu uma investigação após encontrar o corpo de um mergulhador na margem do rio Hunter, em Newcastle, cerca de 170 quilômetros ao norte de Sydney. Próximo dele, estava uma carga avaliada em mais de R$ 71 milhões em cocaína — mais de 50 kg da droga.

Segundo o departamento de polícia local, o homem usava roupas de mergulho de última geração e foi socorrido com vida, mas acabou morrendo ainda no local. Os investigadores ainda não conseguiram confirmar a sua identidade, nem se há, de fato, relação entre o corpo e a presença das drogas.

“Estamos tentando identificar se os dois incidentes estão ligados. Eles podem muito bem estar, mas estamos de mente aberta quanto às opções à nossa frente”, disse o superintendente da polícia de New South Wales, Robert Critchlow.

Investigadores revistaram um navio registrado no exterior que estava ancorado nas proximidades nesta terça e conversaram com a tripulação, disse Critchlow. Dois pequenos barcos também teriam sido vistos perto do navio na noite de domingo, e as autoridades estão buscando a ajuda de pessoas que frequentam o local para identificá-los.

A droga encontrada estava fracionada em uma série de pacotes, espalhados próximo ao local em que o homem foi resgatado. A polícia isolou o local e recolheu amostras para analisar as circunstâncias do afogamento. Policiais forenses especializados do Distrito de Newcastle City foram deslocados para ajudar nas investigações.

Além disso, uma busca nas águas circundantes está sendo feita pelo Comando da Área Marinha e por mergulhadores da polícia, auxiliada por oficiais da Força de Fronteira Australiana (ABF).

Sobre a existência das drogas, uma investigação paralela está em andamento, feita por detetives do Esquadrão do Crime Organizado, auxiliados pela Polícia Federal Australiana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos