Polícia da Filadélfia prende dois homens armados perto de centro de contagem dos votos

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A polícia da Filadélfia, na Pensilvânia, prendeu dois homens na noite de quinta-feira (5) após receber a informação anônima de que um grupo armado estava a caminho do centro onde as cédulas finais do estado para a eleição presidencial dos Estados Unidos estavam sendo contadas. O departamento de polícia disse ter sido alertado de que o grupo estava vindo num caminhão Hummer prata. Às 22h20, avistaram o veículo vazio e, menos de dez minutos depois, localizaram dois homens armados. Ambos foram presos por não terem permissão para porte de arma no estado. A dupla admitiu ser dona do caminhão. Dentro do veículo, a polícia achou outra arma. O caso está sendo investigado em parceria com o FBI. Com 20 delegados no Colégio Eleitoral americano, a Pensilvânia é um dos estados decisivos para definir o ganhador da eleição presidencial de 2020. O presidente dos EUA, Donald Trump, chegou a ter 10 pontos percentuais de vantagem contra o oponente, Joe Biden, no início da contagem dos votos, na terça-feira (3). No entanto, com a apuração das cédulas enviadas por correio na região metropolitana da Filadélfia —majoritariamente democrata—, Biden inverteu o cenário e atualmente lidera com 0,1 ponto percentual a mais que Trump. A diferença é de pouco mais de 9 mil votos. Caso o democrata ganhe na Pensilvânia, estará confirmado como o próximo presidente dos Estados Unidos. Devido aos atrasos dos correios, o estado receberá votos até a noite de sexta (6), e previu terminar a contagem no mesmo dia. Falta apurar cerca de 5% das cédulas.