Polícia da Guatemala prende narcotraficante pedido em extradição pelos EUA

·1 minuto de leitura
Esquadrão antidrogas desembarca na Cidade da Guatemala carregamento de cocaína apreendido em operações no país

A Polícia da Guatemala prendeu neste domingo, em um centro comercial da capital, um suposto narcotraficante cuja extradição é solicitada pelos Estados Unidos, para onde é acusado de enviar cocaína desde 2016.

Iram Mérida, 36, conhecido como "El Dorado e El Bucéfalo", foi preso durante operação em uma zona exclusiva da Cidade da Guatemala, anunciou Jorge Aguilar, porta-voz da Polícia Nacional Civil. Mérida é acusado de pertencer a uma rede de narcotráfico local investigada desde novembro de 2016 pela Justiça americana, informou o Ministério Público.

"A investigação identificou Mérida como membro dessa organização, em que ele e seus sócios foram responsáveis pelo transporte de toneladas de cocaína provenientes da América do Sul através da América Central e do México", detalhou o MP.

Com a captura de Mérida, autoridades guatemaltecas somam 19 pessoas presas este ano a pedido de tribunais americanos. Segundo as autoridades, grandes cartéis internacionais, com a ajuda de traficantes locais, usam os países da América Central para transportar drogas e lavar dinheiro, atividades que incidem na violência que atinge a região.

Os Estados Unidos afirmam que 90% da cocaína que chega ao país é transportada em pequenos aviões, lanchas e submarinos a partir do México e da América Central.

hma/gma/lb