Polícia descobre segundo esconderijo de chefe da máfia italiana

As autoridades italianas descobriram, nesta quarta-feira (18), o segundo esconderijo do chefe da máfia italiana Matteo Messina Denaro, detido na última segunda (16) em uma clínica de Palermo após 30 anos foragido.

De acordo com imagens transmitidas pelo canal aberto de notícias RaiNews24, o segundo refúgio do mafioso siciliano fica a poucos metros de distância da casa onde viveu utilizando um nome falso, na cidade de Campobello di Mazara, a 10 quilômetros de sua cidade natal, Castelvetrano, na província de Trapani.

O local, uma espécie de sala blindada escondida atrás das paredes de uma residência simples, pode esconder documentos e material importante para as autoridades.

O ponto já está sendo vistoriado pelo vice-promotor de Palermo, Paolo Guido, e pelo comandante do corpo especializado dos carabineiros ROS, Lucio Arcidiacono.

Um dia antes, a polícia italiana já havia encontrado o seu primeiro esconderijo em um prédio de dois andares onde não foram encontradas armas, mas sim uma coleção de perfumes caros, roupas luxuosas e pílulas para potencializar relações sexuais, além de preservativos.

As autoridades procuram documentos e provas da conexão do mafioso com redes de pessoas, empresas e instituições que o teriam garantido na liderança de uma organização criminosa milionária com ramificações em diversos setores, do narcotráfico ao turismo, supermercados, energia eólica e apostas on-line.

kv/mb/yr/mvv