Polícia espanhola encontra objetos nazistas ao prender supostos traficantes de armas

·1 minuto de leitura

MADRI (Reuters) - A polícia espanhola encontrou um armazém repleto de objetos nazistas ao prender três supostos líderes de uma rede internacional de armas que vendia estas a traficantes de drogas ao longo da Costa del Sol, informou a Guarda Civil nesta terça-feira.

Após uma investigação de um ano a respeito de uma onda de crimes cometidos com armas na região, a polícia fez batidas em três locais, recuperando 160 armas de fogo, quase 10 mil balas e 1,5 quilo de explosivos.

O armazém onde as armas foram encontradas estava cheio de artefatos nazistas, incluindo retratos de Adolf Hitler, uniformes militares alemães e medalhas exibidos como em um museu, mostrou uma filmagem da polícia.

Policiais prenderam dois alemães, um dos quais tem laços com grupos de extrema-direita, e um britânico. Eles foram acusados de tráfico de armas, tráfico de drogas e falsificação de documentos oficiais.

De acordo com a polícia, a gangue adquiriu armas no leste europeu, depois as modificou em sua oficina de Málaga e as vendeu a traficantes de drogas.

(Por Nathan Allen)