Polícia grega examina oito cartas suspeitas encontradas em sede dos correios

Atenas, 20 mar (EFE).- O serviço antiterrorista da polícia da Atenas, 20 mar (EFE).- O serviço antiterrorista da polícia grega examina oito cartas similares às duas enviadas na semana passada ao ministro das Finanças da Alemanha e aos escritórios do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Paris, e que se encontram em uma unidade dos correios da Grécia, informou nesta segunda-feira a imprensa local.

Entre os remetentes aparecem, segundo a emissora estatal "ERT", os nomes de importantes personalidades da economia e da política gregas, enquanto como destinatários figuram funcionários da União Europeia (UE) e homens de negócios.

A sede dos correios onde se encontraram estas cartas suspeitas fica no município de Kryoneri, ao norte de Atenas.

Das duas cartas remetidas na Grécia na semana passada, somente a enviada ao ministro alemão de Finanças, Wolfgang Schäuble, na última quarta-feira, foi reivindicada até agora pela organização terrorista grega Conspiração dos Núcleos do Fogo, criada em 2008 e que, até sua reaparição em outubro do ano passado, era dada como desarticulada.

"Enviamos uma carta-bomba ao ministro das Finanças alemão, no contexto da campanha do segundo ato do Projeto Nêmesis", afirmou o grupo em comunicado emitido em um site anarquista.

Como remetente de ambas as cartas aparecia o nome de dois altos cargos do principal partido da oposição, Nova Democracia (ND): Ádonis Yeoryiadis, vice-presidente, e Vasilis Kikilias, porta-voz.

O ministro de Proteção Cidadã da Grécia, Nikos Toskas, defendeu os controles de segurança da empresa dos correios grega (ELTA) e confirmou que ambas as cartas continham uma pequena quantidade de pólvora. EFE