Polícia holandesa dispersa manifestantes para evitar a repetição de motins anti-lockdown

·1 minuto de leitura

AMSTERDÃ (Reuters) - Cerca de 30 pessoas foram presas em Amsterdã quando a polícia dispersou um protesto contra as medidas de bloqueio contra o coronavírus no domingo, conforme as autoridades buscam evitar uma repetição dos distúrbios que assolaram as cidades holandesas por três dias na semana passada.

A polícia disse ter mandado para casa cerca de 600 pessoas que desrespeitaram as regras de distanciamento social e ignoraram a proibição nacional de reuniões públicas ao se reunirem na Museumplein, no centro de Amsterdã, na tarde de domingo. Não houve relatos de incidentes violentos no final da tarde de domingo.

A adição de um toque de recolher noturno a um bloqueio já amplo desencadeou manifestações violentas na semana passada. Lojas foram saqueadas em várias cidades e 500 pessoas foram presas.

(Reportagem de Bart Meijer)