Polícia identifica corpo da 10ª vítima de chacina no Distrito Federal

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil confirmou no fim da manhã desta quarta-feira (25) que 1 dos 3 corpos encontrados em uma fossa em uma casa abandonada, nas proximidades do Núcleo Rural Santos Dumont, em Planaltina, Distrito Federal, é de Ana Beatriz Marques de Oliveira, 19.

A identificação dela foi confirmada pelo Instituto de Pesquisa de DNA Forense. Ela é filha de Marcos Antônio Lopes de Oliveira, 54, e de Cláudia Regina Marques de Oliveira, 55.

Os outros dois corpos localizados no espaço, nesta terça (24), já haviam sido identificados. Eles são de Cláudia e de Thiago Gabriel Belchior de Oliveira, 30, filho de Marcos Antônio.

Com isso, todas as dez vítimas da chacina foram identificadas.

As dez vítimas foram encontradas sem vida ao longo da investigação, que teve início no dia 13 de janeiro.

Os corpos da cabeleireira Elizamar da Silva, 39, e dos três filhos dela, Gabriel da Silva, 7, Rafael da Silva e Rafaela da Silva, 6, foram encontrados carbonizados no dia 13 deste mês, em Cristalina, Goiás, dentro do carro da família.

O de Marcos Antônio, sogro de Elizamar, foi encontrado no dia 18. O corpo estava enterrado e decapitado num cativeiro em Planaltina.

Até esta terça, três pessoas foram presas pelo crime. São elas Horácio Carlos Ferreira Barbosa, 49, Gideon Batista de Menezes, 55, e Fabrício Silva Canhedo, 34.

Segundo investigadores, Horácio disse à polícia que a morte de Elizamar e das crianças tinha sido encomendada pelo marido, Thiago, e pelo sogro dela, Marcos Antônio, que estariam interessados no dinheiro da venda de uma casa.

Mas o delegado responsável pelo caso, Ricardo Viana, diz acreditar que a informação dada em depoimento não seja verdadeira e tenha tido apenas a intenção de tumultuar as investigações ou atenuar a pena em caso de uma eventual condenação.

De acordo com o delegado, as investigações apontam que os três homens presos e um quatro suspeito foragido se uniram para tentar tirar o dinheiro da família.

Dois dos presos eram funcionários e moravam numa chácara em Planaltina com Marcos Antônio, a esposa, Renata Juliene Belchior, 52, e Gabriela Belchior, 25, filha de ambos. Elas foram encontradas carbonizadas na região de Unaí, em Minas Gerais.

Durante a investigação, todos os membros da família que eram buscados foram encontrados mortos.

QUEM É QUEM

VÍTIMAS

Elizamar da Silva, 39, primeira vítima a ter o desaparecimento registrado;

Thiago Gabriel Belchior, 30, marido de Elizamar;

Gabriel da Silva, 7, Rafael da Silva e Rafaela da Silva, irmãos gêmeos, 6, filhos de Elizamar e Thiago;

Marcos Antônio Lopes de Oliveira, 54, pai de Thiago;

Renata Juliene Belchior, 52, esposa de Marcos Antônio;

Gabriela Belchior, 25, filha de Marcos Antônio e Renata;

Cláudia Regina Marques de Oliveira, 55, ex-companheira de Marcos Antônio;

Ana Beatriz Marques de Oliveira, 19, filha de Marcos Antônio e Cláudia Regina.

PRESOS

Horácio Carlos Ferreira Barbosa, 49;

Gideon Batista de Menezes, 55;

Fabrício Silva Canhedo, 34

FORAGIDO

Carloman dos Santos Nogueira, 26;

A Polícia Civil do DF também identificou um adolescente de 17 anos, suspeito de participação nos crimes. A atuação dele está sendo investigada pela Delegacia da Criança e do Adolescente. Ele foi ouvido nesta terça e liberado, mas a internação provisória dele foi solicitada à Justiça