Polícia identifica suspeito de criar evento para propagar novo coronavírus no PR

KATNA BARAN
(Foto: Getty Images)

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - A polícia do Paraná identificou um homem de 24 anos suspeito de organizar um evento em redes sociais convocando pessoas para propagar o novo coronavírus, no Largo da Ordem, tradicional ponto turístico no centro de Curitiba.

O jovem foi ouvido na manhã desta quarta-feira (18) e autuado por infringir medida sanitária preventiva para impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

Leia também:

Por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo, ele foi liberado. Caso o procedimento siga adiante, ele pode sofrer pena de detenção de um mês a um ano, além de multa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

No depoimento, segundo o delegado Danilo Zarlenga, o jovem disse que não está infectado com a doença e que se tratava de uma brincadeira sem intenção de causar qualquer tipo de crime ou repercussão. Ele alegou ainda que o evento não ocorreria.

O encontro, intitulado "lotar o Largo pra pegar corona e eliminar a humanidade", estava marcado para sexta-feira (20) e já tinha 15 pessoas confirmadas. Segundo o delegado, elas também serão chamadas para depor.

Zarlenga alertou que a polícia está monitorando esse tipo de ocorrência pela internet. "Estamos monitorando as redes sociais e qualquer ato irresponsável e imoral chegará a nosso conhecimento e os responsáveis serão penalizados", disse.