Polícia interrompe jogo organizado por Vampeta no interior da Bahia

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO: Ex-jogador e comentarista esportivo Vampeta durante 13ª edição do troféu Mesa Redonda em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO: Ex-jogador e comentarista esportivo Vampeta durante 13ª edição do troféu Mesa Redonda em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um jogo de futebol organizado pelo ex-jogador Vampeta na cidade de Muniz Ferreira (BA), a pouco mais de 90 km de Salvador, foi encerrado neste sábado (13) pela manhã pelo 14° Batalhão da Polícia Militar (BPM/Santo Antônio de Jesus). Em nota oficial, a corporação afirma que cem pessoas foram flagradas no local.

De acordo com as autoridades, uma denúncia foi feita sobre o jogo. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram o ex-jogador da seleção brasileira e outras pessoas. Depois do aviso sobre a proibição de aglomerações, o evento foi encerrado. Ninguém foi multado ou levado para a delegacia.

"Estamos com todo o efetivo da região empenhado em não permitir aglomerações. Felizmente a situação foi resolvida rapidamente", declarou o comandante de Policiamento na Região Leste, coronel Nílton Paixão.

Um decreto do governador da Bahia, Rui Costa (PT), válido até 31 de março, proíbe a realização de eventos no estado, independentemente do número de participantes. Mais de 13 mil pessoas já morreram na região por causa da Covid-19.

Com passagens por Corinthians, Flamengo e Inter de Milão, entre outros, Vampeta completa 47 anos neste sábado, e recebeu os parabéns do clube alvinegro nas redes sociais.