Polícia investiga 'ameaça de bomba' perto do Congresso dos EUA

·2 minuto de leitura
Veículos dos bombeiros e da polícia perto do Capitólio dos EUA, em Washington

Um veículo suspeito perto da sede do Congresso em Washington está sendo investigado nesta quinta-feira (19) por possíveis explosivos, o que provocou a evacuação de vários prédios, incluindo o da Suprema Corte, meses após uma insurreição mortal no Capitólio dos Estados Unidos em 6 de janeiro.

Ao meio-dia, muitos veículos policiais e ambulâncias estavam em volta do Capitólio, em grande parte isolado, enquanto policiais e agentes do FBI verificavam a área.

"É uma investigação ativa de ameaça de bomba", disse no Twitter a Polícia do Capitólio, após identificar "um veículo suspeito perto da Biblioteca do Congresso".

A investigação se concentra em um homem que, segundo a polícia, dirigiu uma caminhonete até o meio-fio ao lado da Biblioteca do Congresso e afirmou que tinha explosivos.

"O motorista do caminhão disse ao policial que estava no local que tinha uma bomba e o que parecia ser, segundo o policial, um detonador na mão", disse à imprensa o chefe de polícia do Capitólio, Thomas Manger.

As autoridades ordenaram a evacuação dos edifícios próximos. A polícia e o Departamento Federal de Investigação (FBI) estão negociando com o homem.

"Estamos em contato com o suspeito", disse Manger.

"Estamos tentando obter a maior quantidade de informações possível para encontrarmos uma maneira de resolver isso pacificamente", acrescentou o chefe de polícia, que se recusou a identificar o suspeito ou fornecer detalhes sobre ele.

"Não sabemos quais são seus motivos neste momento", destacou.

Não ficou claro se o veículo continha efetivamente explosivos reais.

Os edifícios principais da Biblioteca do Congresso foram evacuados, assim como a Suprema Corte dos Estados Unidos ali perto e ao menos um dos três prédios dos escritórios da Câmara dos Representantes.

De acordo com as informações, a sede do comitê nacional do Partido Republicano também foi evacuada e a estação de metrô de Capitol Hill foi fechada por precaução.

"A Casa Branca está monitorando a situação e está recebendo atualizações das forças de ordem", disse um funcionário do governo de Joe Biden.

A prefeita de Washington, Muriel Bowser, declarou que foi informada sobre esta "situação em evolução" e anunciou que a polícia da capital federal está cooperando com outras forças presentes.

O Senado e a Câmara de Representantes se encontram em recesso, mas há funcionários trabalhando no complexo do Capitólio.

"Minha equipe e nosso prédio perto do veículo foram evacuados com segurança", tuitou o deputado democrata Raja Krishnamoorthi.

O Capitólio está sob fortes medidas de segurança desde o mortal ataque em 6 de janeiro por parte de apoiadores do ex-presidente republicano Donald Trump, que buscavam evitar a certificação da eleição de Biden.

Em 2 de abril, um policial foi morto e outro ficou ferido, quando um jovem lançou seu carro contra um posto de controle que protege a entrada do Congresso. Foi morto em seguida.

mlm/ec/yo/rsr/tt/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos