Polícia investiga autoria do disparo que matou jovem durante tiroteio na Tijuca

A Polícia Civil realiza diligências para apurar a autoria do disparo que atingiu na cabeça e matou o jovem Daniel Eduardo Silveira Pinheiro, de 18 anos, durante tiroteio em comunidades da Tijuca, na Zona Norte do Rio, na última sexta-feira. De acordo com a Polícia Militar, os agentes da Unidade de Polícia Pacificadora do Morro do Borel foram acionados neste dia para uma troca de tiros no Borel e na Casa Branca e, ao chegarem na região, foram atacados por um grupo de criminosos armados. Segundo o relato, um policial teria sido baleado no braço e os agentes teriam encontrado um suspeito ferido. Após os disparos cessarem, porém, mais dois moradores feridos deram entrada no Hospital Federal do Andaraí, um deles Daniel, que não resistiu.

A Polícia Militar declarou que levou o PM e o suspeito para o mesmo hospital. Autuado em flagrande por homicídio, tentativa de homicídio, associação para o tráfico e porte de arma de uso restrito, o homem ainda esstá internado sob custódia.

Na ação, foram apreendidos ainda um fuzil, uma pistola, três carregadores de fuzil, um carregador de pistola, munições, celular e um tablet. A ocorrência foi encaminhada para a 19ª DP (Tijuca).

A Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada e investiga a autoria dos disparos feitos durante a ocorrência.