Polícia investiga caso de candidata a vereadora no Rio que denunciou ter tido carro atingido por um tiro

Luiz Ernesto Magalhães
·2 minuto de leitura

A candidata a vereadora do Rio Simone Sartório, do Patriota, denunciou ter tido o carro atingido por um tiro no fim da noite desta terça-feira, na Zona Norte do Rio. A empresária, que tenta pela primeira vez uma vaga da Câmara Municipal, relatou à Polícia Militar ter sido perseguida por um carro suspeito, que realizou uma tentativa de abordagem. No momento, a candidata voltava para o comitê eleitoral, em Rocha Miranda. O caso foi registrado na 30ª DP (Marechal Hermes). A Polícia Civil investiga o caso.

O incidente aconteceu pouco mais de 24 horas depois que o candidato a vereador Zico Bacana (Podemos) foi baleado de raspão na cabeça em Guadalupe.

— Ela percebeu que estava sendo seguida. Abandonou o carro e procurou se refugiar em uma casa. Nesse momento, atiraram contra o carro. Uma bala estilhaçou um dos vidros do carro — contou o sargento da PM, Felipe Ribeiro, marido da candidata.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que policiais militares do 9ºBPM (Rocha Miranda) foram acionados para “verificar ocorrência na Rua Pacheco da Rocha” e no local “uma pessoa relatou ter sido vítima de uma tentativa de abordagem por ocupantes de um veículo suspeito”. De acordo com a PM, não houve detidos.

O sargento Ribeiro destaca não ser possível afirmar se Simone foi vítima de uma tentativa de assalto ou de um atentado.

— A situação foi muito estranha. Difícil avaliar. O que motiva desconfiar que possa ter motivação eleitoral é que Bento Ribeiro tem sido muito procurado por candidatos que jamais frequentaram o bairro — disse Ribeiro.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que a candidata foi ouvida e o veículo foi encaminhado à perícia. Agentes estão realizando diligências para colher imagens de câmeras de vigilância que possam ter registrado a ação para dar continuidade às investigações.