Polícia investiga estupro contra filha de Dudu Nobre e Adriana Bombom na Zona Oeste do Rio

A Polícia Civil do Rio investiga um estupro cometido contra a cantora Lily Nobre, de 20 anos, filha do sambista Dudu Nobre e da modelo Adriana Bombom. De acordo com o registro de ocorrência feito na 42ª DP (Recreio), a jovem participava de uma festa na comunidade Beira Rio, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, durante a madrugada do último domingo, quando teria sido abusada por pelo menos um homem. A informação foi publicada pela coluna Retratos da Vida, do Jornal Extra.

Prateleiras esvaziadas: Grupo de idosos dá prejuízo de R$ 70 mil à farmácia furtada na Zona Norte do Rio; veja vídeo

Orochi: Seguranças do rapper, presos por porte ilegal de arma, são alvos de investigação da PM

Lily havia saído das comemorações de aniversário da mãe, no último sábado, 7, e teria ido com um amigo e mais duas amigas para uma casa na Beira Rio, onde estavam cerca de 40 pessoas. Até o momento, nove delas já foram ouvidas pelos policiais.

Em seu depoimento, a cantora contou acreditar que alguém tenha colocado alguma substância em sua bebida que a deixou inconsciente. Na tarde desta segunda-feira, ela esteve com os pais no Instituto Médico-Legal (IML), no Centro, onde realizou exame de corpo de delito.

Em nota, Dudu Nobre informou: “Minha filha Olívia Nobre, de 20 anos, foi convidada para uma festa no Recreio dos Bandeirantes, RJ, na madrugada do último domingo. Na ocasião, ela foi vítima de um abuso, o qual está sendo investigado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. A investigação é sigilosa e peço que respeitem a sua privacidade nesse momento."