Polícia investiga incêndio diante de diretório do PT em Goiânia

GOIÂNIA, GO (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil de Goiás investiga um incêndio ocorrido nesta terça-feira (12) em frente ao diretório municipal do PT (Partido dos Trabalhadores) em Goiânia.

Um vídeo, gravado no momento em que o incêndio já estava mais fraco, mostra a fumaça preta e fogo em uma parede externa do diretório petista, no Setor Leste Universitário.

Laudo da perícia realizada no local deverá apontar as causas das chamas e será juntado ao inquérito.

Inicialmente, a linha de investigação é que o fogo seja um ato de vandalismo, sem conotação política.

Nas imagens, é possível ver sinais de fumaça perto do relógio de energia elétrica, que chegou a ser interrompida no prédio depois de fios serem atingidos pelas chamas. A internet também ficou suspensa.

Segundo Polícia Militar, uma mulher chamou a corporação às 14h19. O Corpo de Bombeiros, que foi acionado no mesmo momento, afirma que o fogo já havia sido extinto na hora em que sua equipe chegou ao local. Um assessor político registrou boletim de ocorrência.

O delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, Alexandre Pinto Lourenço, disse à Folha que principal suspeita é que o incêndio tenha sido provocado por dois homens em situação de rua que foram expulsos, na manhã do mesmo dia, de uma associação voltada a acolhimento de pessoas vulneráveis. A entidade funciona perto do diretório.

A associação confirmou ter "colocado dois homens em situação de rua para fora" por causa de mau comportamento. Por isso, segundo a polícia, a suspeita é de que eles teriam agido por vingança.

"Até o momento, considerando as informações preliminares, não há conotação política, mas a polícia vai investigar para apurar as causas e identificar os autores", afirmou Lourenço.

Presidente do PT em Goiás, Kátia Maria disse que o diretório não tem câmeras de segurança para auxiliar a polícia na identificação dos possíveis autores.

"Vamos ter que dar uma reforçada [na segurança]", disse ela. "Não é a primeira vez que acontece isso. Em outras duas ocasiões ficou configurada a atuação de criminosos", afirmou.

"Estamos vivendo um momento antidemocrático no Brasil, com autoritarismo, incitação à violência e ao fascismo, mas não vamos cair nessas provocações. Vamos continuar fazendo política de forma séria, ética, dialogada. Nosso projeto é o melhor para o Brasil", afirmou.

Em nota publicada em rede social, a presidente do diretório municipal do PT, Neyde Aparecida, disse que "repudia toda e qualquer forma de intolerância e intimidação política, problema grave enfrentado em uma época em que o ódio tem deixado rastros de violência e morte".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos