Polícia investiga sumiço de jovem de 17 anos na Zona Norte; câmeras registram imagens

·2 min de leitura

RIO — A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o desaparecimento de uma estudante de 17 anos, na última terça-feira. Rebecca Karen dos Santos Lucena saiu de casa, no bairro Parque Anchieta, Zona Norte do Rio, sem telefone celular e documentos. Desde então, não foi mais vista. Imagens de câmeras de segurança mostram a adolescente passando por uma rua do bairro carregando uma bolsa. O contínuo Alex de Souza Lucena, de 46 anos, pai de Rebecca, tem feito buscas pela filha em ruas da região e chegou a gravar um vídeo.

— Eu e minha esposa fomos à rua por volta das 8h40. A Rebecca estava dormindo. À tarde, quando voltamos, ela já não estava mais em casa, tinha deixado o telefone e notamos que ela tinha arrumado uma bolsa e levado umas peças de roupas. Fomos procurar câmeras de segurança das ruas e vimos que ela deixou a gente sair e fugiu. As imagens mostram ela passando pela rua daqui de perto por volta das 8h50. Ela não levou documento, também não levou o celular.

Alex diz que a filha estava insatisfeita de ter que frequentar uma igreja evangélica que eles participam,mo que pode ter motivado o sumiço, segundo ele. Amigos foram procurados mas não sabem do paradeiro.

— (Acredito que) ela estava chateada. A mãe e ela estavam com problemas porque ela não queria ir mais à igreja. A mãe está com câncer de mama e está a base de remédios desde o dia em que ela saiu. Estamos desesperados. Não dormimos. O irmão dela está rastreando o telefone dela e nada. Ligamos para ex-namorados da minha filha e eles disseram que não sabem de nada. Um dele, inclusive, muito abalado, está nos ajudando a procurar — destacou.

Segundo Alex, uma conversa foi encontrada no celular da jovem. Horas antes de desaparecer, ela disse para uma amiga que pretendia sair da casa dos pais. Mas não especificou para onde e com quem iria.

— Encontramos uma conversa. Na segunda-feira, a minha filha disse a uma colega que iria embora porque não estava feliz. A menina então perguntou a ela o que tinha acontecido, mas ela não contou.

O registro de desaparecimento de Rebecca Karen foi feito na 31ª DP (Ricardo de Albuquerque). O caso foi encaminhado para a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA). Quem tiver noticias do paradeiro da jovem pode ligar para o telefone do Disque-Denúncia pelo número (21) 2253-1177. O anonimato é sempre garantido.

— Por favor, você que sabe onde a minha filha está, se está escondendo ela, estamos desesperados. Quem souber o paradeiro dela, por favor, liga. Queremos saber se a minha filha está viva. Aqui é um pai desesperado — suplica Alex, num vídeo gravado pela família.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos