Polícia investiga vídeos de homem acuado por bolsonaristas e obrigado a balançar bandeira em rodovia

A Polícia Civil de Santa Catarina irá investigar uma série de vídeos compartilhados nas redes sociais que mostram um homem sendo acuado por manifestantes bolsonaristas. Ele é obrigado a realizar uma série de tarefas, como pisar em um boné do Movimento dos Sem e Terra e balançar uma bandeira do Brasil à beira de uma rodovia.

PRF: Bloqueios em estradas em SC usaram métodos 'terroristas' e de ‘black blocs’

Vídeo: Com tratores, polícia desmonta barreiras, retira manifestantes e libera rodovias em MT

O inquérito ficará ao cargo da Delegacia de Polícia da Comarca de Itapema, município onde o caso ocorreu. Segundo as autoridades, ainda não é possível determinar e tipificar conduta criminosa.

— Tô aqui na frente dos bolsonaros em Itapema e vim tomar um café e beber uma água. É para isso que eles estão servindo — diz o homem no primeiro dos vídeos.

Em uma segunda gravação, ele aparece dentro de um carro sendo levado por alguns manifestantes, que se referem a ele como "cara do cafezinho". Em uma terceira publicação, Rafael está sentado em uma tenda com um boné do MST e enrolado em uma bandeira do Brasil. Ele é obrigado a fazer um pedido de desculpas e a beber café e água.

— Toma vergonha na cara. Tira o boné da cabeça e pisa em cima. O que a gente faz com petista é assim — diz uma das pessoas atrás da câmera, que ainda o chama de 'lixo' e 'bosta'.

Na última das publicações, o homem aparece de óculos escuros balançando uma bandeira do Brasil às margens da BR-101. Ao fundo, manifestantes seguem cantando o hino nacional.

Nesta segunda-feira, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do estado afirmou que manifestantes que bloquearam estradas no estado nos últimos dias fizeram uso de métodos “terroristas” e “black blocks’. Bombas caseiras, rojões, óleo derramado intencionalmente na pista, pregos, pedras, além de barricadas com pneus queimados, estão na lista de artíficios usados para impedir o livre trânsito nas estradas e rodovias.