Polícia israelense mata palestino que tentou ataque com faca em Jerusalém

·1 minuto de leitura
Ambulância israelense chega no local em que a polícia acusou uma tentativa de ataque com faca em Jerusalém (AFP/EMMANUEL DUNAND)

A polícia israelense matou, nesta sexta-feira (10), um palestino que tentou um ataque com faca na Cidade Velha de Jerusalém, informou a polícia israelense e o hospital ao qual ele foi transferido.

A polícia disse que abriu fogo depois que o morador de Jerusalém leste - área palestina da cidade - tentou esfaquear os policiais.

O homem ficou gravemente ferido e foi levado ao hospital Hadasah, onde, segundo um porta-voz da instituição, foi constatada sua morte.

As forças de segurança informaram que houve uma "tentativa de assassinato com faca" perto do Portão do Leão, uma das principais entradas do centro de Jerusalém, localizada na área leste e palestina da cidade, anexada por Israel.

"A polícia e os agentes fronteiriços responderam atirando contra o agressor", um morador, de cerca de 50 anos, informou a polícia, que disse que ele ficou gravemente ferido.

O hospital Hadasah informou pouco depois em um comunicado a morte do palestino.

Segundo a agência oficial palestina Wafa, o palestino morto se chamava Hazem al Julani e trabalhava como médico em Jerusalém.

Um policial israelense ficou levemente ferido pelo impacto de fragmentos de bala durante o ataque, explicaram as forças de segurança, sem dar mais detalhes.

Israel e o enclave palestino ocupado da Cisjordânia foram palco, no outono de 2015, de uma onda de ataques anti-israelenses, muitos deles cometidos por jovens palestinos com facas, veículos ou com armas de fogo.

Nesta sexta-feira, estavam previstas várias manifestações na Cisjordânia e Gaza em apoio aos fugitivos, enquanto grupos armados como Hamas ou Jihad Islâmica Palestina fizeram uma convocação a "um dia de cólera".

dms-cgo/feb/mab/eb/meb/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos