Polícia italiana usa canhões de água para afastar manifestantes anti-vacina em Roma

·1 minuto de leitura

ROMA (Reuters) - A polícia italiana usou canhões de água neste sábado em Roma para forçar o recuo de centenas de manifestantes anti vacinação contra a Covid-19, tentando mantê-los longe do gabinete do primeiro-ministro.

Cerca de 10.000 pessoas foram às ruas no coração da capital italiana para protestar contra o Green Pass, um certificado digital ou em papel que mostra se a pessoa recebeu pelo menos uma dose da vacina, testou negativo para Covid-19 ou recentemente se recuperou do vírus, segundo a imprensa local.

Algumas centenas de manifestantes se dirigiram ao gabinete do primeiro-ministro, disseram os veículos.

A polícia se alinhou para conter os manifestantes, apoiados por grupos de extrema-direita, afirmou a imprensa italiana.

(Por Gianluca Semeraro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos