Polícia localiza grupo que destruiu imagens religiosas em Osasco: 'foi uma ordem de Jesus'

·1 minuto de leitura

Um grupo que invadiu a Igreja Nossa Senhora dos Remédios, em Osasco, e destruiu imagens religiosas foi identificado pela Polícia Civil nesta terça-feira. O caso aconteceu no início do mês passado.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, os quatro, um de 22 e outro de 20 anos e dois menores de idade, foram identificados a partir de análises de câmeras de monitoramento e da numeração de bilhetes únicos.

Eles foram conduzidos à delegacia, onde foram ouvidos e confessaram o crime. Ao delegado, eles disseram que foi uma ordem de "Jesus" e que por este motivo destruíram as imagens de Nosso Senhor dos Passos, Santa Cecília, Sagrado Coração de Jesus e Santo Ubaldo, além de estragar os banheiros e também os vasos de flores.

“Não tem como expressar a dor que a gente sente, mas tenho certeza de que a IGREJA VIVA, essa não foi destruída, pelo contrário, sairá mais fortalecida. Com a fé em Deus, a intercessão de Nossa Senhora e a dedicação de todos, vamos reconstruir e deixar nossa igreja melhor", escreveu Padre Amauri, nas redes sociais da paróquia no dia do vandalismo.

O caso é investigado pela 3ºDP de Osasco, que instaurou um inquérito policial.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos