Polícia Militar expulsa banhistas de praia do Rio de Janeiro

MICHEL ALECRIM
RIO DE JANEIRO, RJ, 22.03.2020 - CLIMA TEMPO - Coronavírus: movimentação restrita nas praias de Ipanema e do Arpoador, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro (RJ), neste domingo (22). (Foto: André Melo Andrade/MyPhoto Press/Folhapress)

FOLHAPRESS - O sol chegou a aparecer entre as nuvens neste domingo (22) no Rio de Janeiro, mas o carioca não cumpriu seu ritual do banho de mar. As praias da zona sul ficaram vazias. Para evitar aglomerações e combater o avanço do novo coronavírus, a orla está interditada e a Polícia Militar faz a fiscalização.

Os poucos banhistas que se aventuraram foram expulsos pela Polícia Militar, que fez cumprir decreto do governador Wilson Witzel (PSC). Todos os pontos turísticos estão sofrendo interdição para se combater a pandemia.

A Guarda Municipal também atuou, orientando funcionários dos quiosques a fecharem. Com isso, viu-se um cenário raro num fim de semana da cidade, com as areias praticamente desertas tanto no Leblon, Ipanema e Copacabana.

Com medo da contaminação, o carioca evitou até caminhar nos calçadões.