Polícia de Nova York procura por agressores de homem judeu

·2 minuto de leitura
Polícia age após enfrentamentos entre pró-palestinos e israelenses à margem de uma manifestação em Nova York, em 20 de maio de 2021

A polícia de Nova York iniciou nesta sexta-feira (21) uma busca pelos indivíduos que agrediram um judeu na véspera, enquanto confrontos entre pró-israelenses e pró-palestinos ocorriam na Times Square, no momento em que atos antissemitas nos Estados Unidos aumentavam devido ao conflito no Oriente Médio.

De acordo com uma porta-voz da polícia, o ataque ocorreu por volta das 18h30 locais (19h30, horário de Brasília). Cinco ou seis homens espancaram e espirraram spray de pimenta em um homem de 29 anos enquanto lhe dirigiam insultos antissemitas, de acordo com imagens divulgadas pelo New York Post.

A unidade policial encarregada dos chamados crimes de ódio lançou uma convocação de testemunhas no Twitter na noite de quinta-feira.

A vítima foi hospitalizada e se encontra "estável", disse a polícia, sem informar sua identidade.

Um homem de 23 anos já foi preso por suspeita de participação no ataque, enquanto os outros ainda são procurados, disse a porta-voz.

A agressão ocorreu no contexto de confrontos entre manifestantes em apoio a Israel e aos palestinos, que se reuniram logo após o anúncio de um cessar-fogo após 11 dias de hostilidades.

"O antissemitismo não tem lugar em nossa cidade" e "os perpetradores deste ato hediondo serão processados", tuitou Bill de Blasio, prefeito da cidade, que tem a maior comunidade judaica fora de Israel, na sexta-feira.

O governador do estado, Andrew Cuomo, disse em um comunicado que não toleraria "assédio ou intimidação de gangues violentas e antissemitas". E pediu à unidade de crimes de ódio do estado que ajudasse a polícia local.

A ADL, organização que combate o antissemitismo e o racismo, viu "um aumento perigoso e drástico do antissemitismo" nos Estados Unidos nos últimos dez dias, disse seu diretor, Jonathan Greenblatt, à CNN.

Greenblatt descreveu "atos de assédio, vandalismo de casas e sinagogas judaicas" em todo o país.

Enquanto a mídia noticiava um ataque na terça-feira contra judeus sentados no terraço de um restaurante em Los Angeles, afirmou que outros ataques ocorreram em Nova York, Flórida, Illinois e Califórnia.

cat/led/mls/ll/ap/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos