Polícia de NY diz que extremistas podem representar ameaça nas eleições de meio de mandato nos EUA

Cartazes políticos em subúrbio de Nova York

Por Tyler Clifford

NOVA YORK (Reuters) - O Departamento de Polícia de Nova York pediu "vigilância elevada" antes das eleições de meio de mandato nos Estados Unidos, alertando que extremistas podem ter como alvo eventos políticos e locais de votação, segundo reportagens da imprensa.

Mesários, pessoas em comícios e candidatos políticos enfrentam um risco aumentado de ataque no período que antecede as eleições de 8 de novembro, de acordo com um boletim interno divulgado pelo departamento na quarta-feira e obtido pelas emissoras ABC e CNN.

O boletim enfatizou que está chamando a atenção para o risco de ataques ou ameaças, embora não houvesse ameaças concretas conhecidas pela polícia neste momento.

O aumento das taxas de criminalidade tornou-se uma das principais questões eleitorais para os eleitores em Nova York e em todo o país. A segurança pública foi o centro das atenções nesta semana em um debate entre a governadora de Nova York, Kathy Hochul, democrata, e o deputado norte-americano Lee Zeldin, seu adversário republicano.

Em julho, Zeldin estava fazendo um discurso de campanha quando um homem subiu no palco e tentou esfaqueá-lo. Zeldin não foi ferido no incidente e o agressor foi preso.

(Reportagem de Tyler Clifford em Nova York)