Polícia prende 12 pessoas por maus-tratos e tráfico de animais em feira de filhotes em Caxias

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO - Policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente prenderam oito pessoas por maus tratos a animais domésticos, hoje, em uma feira de filhotes em Caxias. A prisão foi feita em flagrante, após a polícia constatar que diversos animais estavam sem água, com parasitas na pele, em espaços pequenos e sem comprovantes de imunização e vermifugação registrados em carteira de vacinação. Os presos foram encaminhados à Polinter. Outras quatro pessoas foram detidas no local por tráfico de animais silvestres.

A operação que gerou as prisões, coordenada pelo delegado Mário Jorge Andrade, se apoiou na Lei Sansão, publicada em setembro do ano passado, que alterou a Lei de Crimes Ambientais, prevendo pena de dentenção de três meses a um ano, ou multa, por "ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos".

Entre os animais que foram encontrados sob maus-tratos pela polícia, estavam filhotes de pássaros e cães. Uma das pessoas presas pela operação era organizadora da feira de filhotes em Caxias.