Polícia prende acusada de ordenar morte de companheiro por seguro de R$ 1 milhão

Policiais civis da 126ª DP (Cabo Frio) prenderam, nesta terça-feira (31), uma mulher acusada de mandar matar o companheiro. A prisão aconteceu durante a "Operação Viúva Negra". Jonas Ribeiro da Silva foi morto a tiros em um distrito de Cabo Frio, na Região dos Lagos, no dia 20 de novembro do ano passado. As investigações e um trabalho de inteligência da distrital revelaram que a companheira da vítima seria mandante do assassinato. O crime teria sido motivado pela concessão de uma apólice de seguro de vida, no valor de mais de R$ 1,2 milhão, em nome de Jonas.

Batida na Região Serrana: Morre em acidente ex-assessor de Gabriel Monteiro que prestou depoimento com colete à prova de balas

Relato de ameaças: Ex-assessor de Gabriel Monteiro usa colete à prova de balas em depoimento na Câmara

Investigação do Comitê de Ética da Câmara: Justiça nega pedido de Gabriel Monteiro para suspender processo que pode terminar em sua cassação

A suspeita foi presa na região de Unamar, em Cabo Frio, por meio de uma ação para cumprimento de um mandado de prisão pelo crime de homicídio. Durante buscas na residência da mulher, os agentes encontraram um revólver calibre 32. Ela também foi presa em flagrante por posse ilegal de arma.

O crime aconteceu em uma das ruas mais perigosas da região, dominada pelo tráfico de drogas. Relatos apontam que, no dia do crime, homens fortemente armados, com armas de alto calibre cercaram Jonas. A vítima estava em seu veículo e foi atingido por vários disparos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos