Polícia prende acusado de jogar gasolina na ex-companheira para matá-la; câmera flagrou crime

Um homem acusado de tentar matar a ex-companheira foi preso na tarde desta segunda-feira por policiais da 105ª DP (Petrópolis). Cláudio Sant'ana de Souza, de 68 anos, foi encontrado em uma casa no bairro do Bingen, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Ele foi flagrado por uma câmera de segurança no dia 16 do mês passado quando despejava combustível em sua ex no centro do município. Segundo as investigações, Cláudio pretendia matar a mulher, mas não conseguiu levar o plano até o fim em razão da aproximação de pedestres no local e também porque ele próprio se sujou de gasolina.

Violência: Comerciante é baleado em São Gonçalo durante tiroteio; um suspeito morreu

Alta tecnologia: Traficantes instalam câmeras escondidas em postes para monitorar rotina da polícia em Angra

Cláudio teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e estava foragido. De acordo com informações da Polícia Civil, o acusado vinha contando com o auxílio de amigos para se esconder. O casal dono da residência onde ele se escondia e um médico foram autuados em flagrante pelo crime de favorecimento pessoal.

Ainda segundo as investigações, mesmo foragido, Cláudio continuava ameaçando a vítima e testemunhas e planejava matar a ex-companheira.

- Claudio já havia sido denunciado pelo Ministério Público por tentar matar a companheira, ateando sobre ela gasolina, fato ocorrido no Centro de Petrópolis. Embora estivesse foragido, Cláudio continuava a ameaçar a vítima, testemunhas e havia indícios concretos de que planejava matar a ex-companheira - afirma o delegado João Valentim Neto, titular da delegacia de Petrópolis.

Casos de estelionato: Suspeita de mais de 30 golpes furtou TV e sofá de apartamento após ser solta, diz dono de imobiliária

IPVA: descontos de até 90% em juros e multa de devedor

Um vídeo do circuito interno de uma loja flagrou o momento em que Cláudio jogou combustível na ex-companheira. Na gravação, é possível ver que o idoso segura a vítima pelos cabelos e despeja gasolina em sua cabeça. Em seguida, algumas pessoas se aproximam e ela consegue correr. A mulher acaba sendo alcançada pelo acusado na porta do estabelecimento.

À polícia, a mulher relatou que o acusado não aceitava o fim do relacionamento de 23 anos. Ela possuía uma medida protetiva contra o ex, que descumpriu a determinação judicial. Os investigadores chegaram até Cláudio após monitorar pessoas próximas a ele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos