Oposição síria comparecerá à próxima reunião de paz no Cazaquistão

Cairo, 30 abr (EFE).- As facções armadas sírias participarão da próxima rodada de conversas de paz em Astana, capital do Cazaquistão, promovida por Rússia, Turquia e Irã e prevista para a próxima quarta-feira, informou neste domingo à Agência Efe um dos porta-vozes da oposição.

"Decidimos comparecer a esta rodada porque a Rússia nos apresentou uma série de garantias de que nossos requerimentos serão cumpridos", declarou o representante da oposição, Yahia Aridi.

A fonte explicou que Moscou garante que será cumprida uma série de pontos relativos ao cessar-fogo, a entrega de ajuda humanitária e a implementação de resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

A última reunião na capital do Cazaquistão, realizada em meados de março, foi boicotada pela oposição em protesto pelo que considerava o incumprimento da trégua por parte dos soldados governamentais em Guta Oriental, a principal fortificação insurgente dos arredores de Damasco, entre outros pontos.

Para Aridi, atualmente a situação é diferente a respeito da última rodada de conversas, porque, além disso, "se está vendo que este governo americano está sendo mais sério que o de (Barack) Obama".

Astana foi sede de três encontros nos quais se discutiu como manter e prolongar o cessar-fogo em vigor na Síria desde o final de dezembro e respaldado por Rússia, Irã - aliados do governo sírio - e Turquia, fiadora dos opositores.

Aridi antecipou que do encontro em Astana, nos próximos dias 3 e 4 de maio, participará um amplo espectro de representantes das principais facções armadas sírias.

Atualmente se desenvolvem dois processos negociadores sobre a Síria, um em Astana e outro em Genebra.

O objetivo do diálogo na capital cazaque é consolidar o cessar-fogo na Síria, enquanto na cidade suíça as conversas, amparadas pela ONU, têm um conteúdo político e se espera que sejam retomadas em maio, embora ainda não haja uma data definida. EFE