Polícia prende homem que se passava por empresário de origem alemã para seduzir mulheres e até pedi-las em casamento

·1 minuto de leitura

A Polícia Civil prendeu, nesta sexta-feira, um homem que, segundo os investigadores, criou um perfil falso nas redes sociais onde fingia ser um empresário paulista de origem alemã, e seduzia e enganava mulheres para conseguir ter relações sexuais com elas. Segundo os policiais, ele, que na delegacia confessou o crime, cativava as vítimas durante meses, fazendo inclusive promessas de casamento.

Os agentes da 6ª DP (Cidade Nova), que realizaram a prisão do suspeito no centro de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, contam que ele, após conseguir a confiança das vítimas, as convencia de que teriam que passar por um "processo de purificação" exigido por sua família, que envolvia relações sexuais, e que o ato deveria ser filmado e fotografado para passar por um suposto conselho. A polícia chegou ao criminoso após a denúncia de uma das mulheres.

As investigações da Polícia Civil indicam ainda que o criminoso teria feito outras vítimas. Ele responderá pelos crimes de estelionato e violação sexual mediante fraude.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos