Polícia prende mulher acusada de dar golpes no mercado imobiliário no Rio

·1 min de leitura

Policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) prenderam em flagrante nesta quinta-feira, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, Tarinni Torres Cavalcanti, de 35 anos, pelos crimes de falsidade ideológica e identidade falsa.

Mais conhecida como Tata Torres, ela estava sendo procurada por aplicar golpes principalmente no mercado imobiliário. De acordo com a Polícia Civil, a mulher tem longa ficha criminal, respondendo por mais de 30 casos de estelionato e outras fraudes.

Tarinni foi abordada por policiais em um "self storage" e foi presa no momento em que se identificou como Amanda por meio de uma identidade exibido no seu celular. Ela tinha ainda uma uma identidade em nome de Paula, nome que também aparecia em um contrato de locação e ainda a cópia da carteirinha de vacinação contra Covid-19, contou Pablo Sartori, titular da DRCI.

Segundo a Polícia Civil, Tarrini mantinha uma clínica de estética e um apartamento na Barra da Tijuca sem pagar nada de aluguel, "dando um grande prejuízo aos seus proprietários".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos