Polícia prende mulheres que esfaquearam guia turístico em assalto no Rio

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta sexta-feira (6) em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, duas mulheres suspeitas de esfaquear o guia de turismo Daniel Mascarenhas, 31, na quarta-feira (4), no centro da capital. A vítima morreu no local.

De acordo com informações da Delegacia de Homicídios da Capital, Mascarenhas retornava do trabalho às 2h quando foi abordado por duas mulheres que estavam em uma motocicleta.

Em imagens de câmeras de segurança, uma delas aparece apontando uma arma, e a vítima entrega a bolsa. Ao se aproximar delas para entregar o celular, Mascarenhas reage e uma luta corporal tem início. Nesse momento, diversas facadas são desferidas.

As imagens mostram que a vítima conseguiu recuperar seus objetos e saiu cambaleando pela rua. Ensanguentado, o guia de turismo fez sinal para um carro de táxi; o motorista não parou. A vítima ainda foi cercada por outros pedestres, que não o socorreram.

Seu corpo foi encontrado cerca de 700 metros do local do crime. A polícia acredita que, como ninguém o ajudou, Mascarenhas tentou ir andando a um hospital próximo. A causa da morte foi hemorragia pulmonar.

Em depoimento, testemunhas afirmaram que as mulheres gritaram para outros pedestres que estavam sendo assediadas por Mascarenhas e, por isso, o teriam agredido. Ainda nas imagens, as duas entregam a faca ensanguentada para um homem que passava pelo local -o objeto, além de arma falsa, foi depois encontrado junto ao corpo da vítima.

Investigadores apuram se o homem que recebeu a faca seria um cúmplice e se o trio seria atuante do tráfico do morro da Providência, comunidade localizado perto ao local do crime.

Informações passadas para a polícia apontam ainda que as duas seriam prostitutas da região e que costumam realizar roubos pelo centro da cidade.

Além de guia turístico da cidade, Daniel Mascarenhas dava aulas de inglês e francês e morava na Ilha do Governador, zona norte do Rio. Seu enterro ocorreu no cemitério do bairro, na quinta-feira (5).