Polícia prende quadrilha suspeita de aplicar R$ 3 milhões em golpes de pirâmides financeiras

·1 minuto de leitura

RIO - A polícia prendeu nesta quinta-feira uma quadrilha acusada de aplicar R$ 3 milhões em golpes da pirâmide financeira em suas vítimas. A operação resultou ainda na apreensão de CPUs de computadores, laptops, aparelhos de telefone celular e material de contabilidade, durante cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão.

De acordo com a investigação, os acusados se utilizavam das empresas Maxter Solucões Financeiras, Cred Milions Soluções e Blue Soluções, para convencer as vítimas a pegarem empréstimos, fazendo contratos de cessão de direitos, sempre com promessas de lucros exorbitantes. Inicialmente as vítimas recebiam algum retorno do investimento, em geral nos dois ou três primeiros meses, mas depois não viam mais a cor do dinheiro, ficando apenas com dívidas.

Segundo a polícia, os acusados são: Wesley William Pamphirio, Vera Lúcia Gomes Geraldo, Edgar Carvalho Calado, Bruno da Silva Abud, Wendell Carvalho Ferreira, Felipe Estigarriba L. Bandeira, Pablo Dias de Luna e Gabriela Alves Patrício da Silva. Os quatro primeiros foram indiciados por estelionato e organização criminosa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos