Polícia prende suspeito de efetuar disparo que matou menina de cinco anos em Realengo

RIO — A Polícia Civil prendeu, na tarde desta quarta-feira, um homem suspeito de ter efetuado o disparo que atingiu e matou a menina Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, de 5 anos. Identificado como Thiago Porto, ele é apontado como integrante de uma milícia que atua em Realengo, na Zona Oeste do Rio.

Segundo os agentes, Thiago estava escondido em um imóvel na Rua Assutinga. Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital DH, unidade responsável pelas investigações, localizaram o suspeito. O homem foi levado para a 34ª DP (Bangu) e deverá ser encaminhado para a DH, onde será ouvido.

Ainda de acordo com a polícia, contra o suspeito havia dois mandados de prisão em aberto pelo crime de homicídio.

Ketellen morreu na madrugada desta quarta-feira no Hospital municipal Albert Schweitzer, em Realengo. A menina foi baleada a caminho da escola na tarde desta terça durante uma troca de tiros na Praça da Cohab, no mesmo bairro.

Além da criança, um homem identificado como Davi Gabriel Martins do Nascimento, de 17 anos, também foi baleado e morreu no local. De acordo com informações preliminares fornecidas pela Polícia Militar, um carro que passava pelo local efetuou os disparos. Ketellen foi atingida na perna, foi operada no hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Ketellen é a sexta criança morta com bala perdida em 2019. Além dela, morreram da mesma forma Ágatha Félix, de 8 anos (vítima de uma bala perdida no Alemão), Kauê dos Santos, de 12 anos (baleado durante operação policial no Chapadão), Kauê Rozário, de 11 anos (atingido por bala perdida na Vila Aliança), Kauan Peixoto, de 12 anos (morto durante um confronto entre policiais e bandido na favela da Chatuba, em Mesquita) e Jenifer Gomes, de 11 anos (baleada em Triagem).