Polícia procura envolvidos em briga generalizada em bar na zona leste de SP

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil iniciou uma investigação oficial para identificar pessoas envolvidas em uma briga generalizada, terça-feira (28), em um bar na zona leste da capital paulista, que provocou ao menos R$ 50 mil de prejuízos ao estabelecimento.

O 30º DP (Tatuapé) afirmou nesta sexta-feira (1º), por meio da SSP (Secretaria da Segurança Pública), que uma equipe de investigadores já realiza buscas de campo para encontrar provas que contribuam para a "identificação e responsabilização" pela violência ocorrida no bar.

Até o momento, porém, nenhum suspeito foi identificado. A polícia também não informou se algum responsável pelo bar, vítimas ou testemunhas foram ouvidos formalmente no distrito do Tatuapé.

A briga foi registrada em vídeos, feitos com celular, por pessoas que estavam no local e testemunharam a pancadaria.

Pedro Filho, dono do bar, afirmou quinta-feira (30) à reportagem que administra o estabelecimento há cerca de seis anos e nunca havia ocorrido algo parecido no local. O prejuízo de R$ 50 mil é só com comandas que não foram pagas. "Nossa prioridade quando começou a briga foi a integridade das pessoas, por isso liberamos a porta e muitos saíram sem pagar", contou.

Ele disse que, assim que começou a confusão, os 12 seguranças do bar tentaram intervir, mas como a briga se generalizou, com um público estimado em 600 pessoas no local, "foi impossível conter os ânimos".

"Nem segurança, nem a polícia, acho que só a tropa de choque conseguiria dispersar a briga pela dimensão que ela tomou", afirmou.

O empresário disse desconhecer o que teria motivado a violência, acrescentando que ainda vai calcular os prejuízos com utensílios e móveis quebrados. Da mesma forma, também avalia se irá registrar um boletim de ocorrência.

Vídeos enviados à reportagem mostram inúmeras pessoas brigando, inclusive usando cadeiras, e jogando os mesmos objetos sobre as mesas do estabelecimento. Em um trecho, é possível ver uma mulher se atirando sobre um homem, que depois levanta atordoado.

Em outro momento do vídeo, dois homens, cada um segurando uma cadeira, usam os móveis para agredir outras pessoas. É possível ver nos registros algumas pessoas tentando impedir, em vão, a violência. Gritos e sons de vidro quebrados também podem ser ouvidos nas gravações.

A Polícia Militar disse ter sido acionada para atender a ocorrência, por volta das 23h50. Quando agentes chegaram ao local, porém, os envolvidos no caso já não estavam mais lá.

A SSP afirmou não ter localizado o registro de nenhum boletim de ocorrência sobre o caso, até o momento.

OUTRO CASO

Uma suposta briga de bar, ocorrida em Guarulhos (Grande SP) teria sido o motivo para um homem atirar contra o estabelecimento, no último dia 13. Ele se apresentou à polícia, mas foi liberado, segundo a SSP.

Ele chegou ao local, alvo dos disparos, em um Porsche conversível, segundo imagens de uma câmera de monitoramento, e atirou seguidamente contra o bar. Ninguém se feriu.

O 1º DP de Guarulhos afirmou, por meio da SSP, ter apreendido a arma usada no crime, além de realizar diligências para esclarecer o fato. Além do atirador, testemunhas também já foram ouvidas, acrescentou a delegacia da Grande SP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos