Polícia remove apoiadores de Trump do Capitólio dos EUA e reforça toque de recolher

·1 minuto de leitura
Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, confrontam policiais do Capitólio

A polícia retirou o último dos apoiadores do presidente Donald Trump do Capitólio dos Estados Unidos nesta quarta-feira (6), depois que eles invadiram o prédio e interromperam a certificação da vitória eleitoral do democrata Joe Biden pelo Congresso.

Segundo a imprensa americana, os sargentos de armas da Câmara dos Representantes e do Senado afirmaram que o Capitólio estava seguro, cerca de quatro horas após o início do ataque.

Um toque de recolher noturno foi decretado pela prefeita de Washington, Muriel Bowser, que pediu a ajuda da Guarda Nacional para restabelecer a ordem na capital do país.

A medida entrou em vigor às 18h locais (20h no horário de Brasília) e vai até as 6h de quinta-feira. Milhares de partidários de Trump, porém, ainda podiam ser vistos circulando pelas ruas.

"Queremos que todos saiam e saiam rapidamente", disse Bowser aos repórteres. "O toque de recolher será imposto."

Com equipamentos de choque, a polícia estabeleceu um perímetro ao redor do edifício do Capitólio, que foi invadido por seguidores de Trump depois que ele discursou em um comício próximo ao local repetindo suas alegações infundadas de fraude eleitoral.

cl/ft/ic