Polícia tenta identificar eleitor que colou teclas 1 e 3 de urna eletrônica em MT

Um eleitor está sendo investigado por colar as teclas "1" e "3" de uma urna eletrônica neste domingo (30), em Brasnorte, interior de Mato Grosso. A ação teve o intuito de evitar que os próximos da fila não conseguissem votar no candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Luiz Inácio Lula da Silva. O caso aconteceu na Escola Estadual Ewaldo Meyer Roderjan, logo no início da votação. Foi usada cola instantânea.

Em São Paulo: Segurança de Carla Zambelli é solto após pagamento de fiança; armas são apreendidas para perícia

'Disputa de pesos pesados': O que diz a mídia internacional sobre as eleições presidenciais deste domingo

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) informou que o suspeito ainda não foi identificado, mas que o caso foi repassado à polícia para ser investigado.

Quem identificou o dano causado na urna foi outro eleitor, o qual informou os mesários. Por conta dos danos causados ao equipamento, a urna precisou ser substituída por agentes da Justiça Eleitoral. Após a troca da urna, a votação segue normalmente na seção.

Vídeo do voto

Outro crime eleitoral ocorrido no momento da votação em Mato Grosso, neste domingo, ocorreu em Jaciara. Um eleitor filmou o voto dele e publicou um vídeo nas redes sociais. O uso de celular na cabine de votação é proibido. O crime está sendo apurado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).