Polícia troca chefia de delegacia que era comandada por delegado preso

·2 minuto de leitura

O delegado Maurício Demétrio Afonso Alves, preso nessa quarta-feira, foi exonerado do cargo de titular da Delegacia do Consumidor (Decon), onde estava desde março deste ano. O delegado Ricardo Barboza de Souza foi nomeado para assumir o lugar de Demétrio. A mudança foi publicada no Boletim Interno da polícia dessa quarta.

Barboza estava lotado no Departamento Geral de Gestão de Pessoas (DGGP), para onde Demétrio foi transferido. Ricardo Barbosa foi subsecretário de Gestão Administrativa (SSGA) da Polícia Civil na gestão do secretário Flávio Britto. O DGGP é considerado a "geladeira" da Polícia Civil.

Na noite dessa quarta-feira, Demétrio foi retirado do grupo de Whatsapp do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), do qual a Decon faz parte. Barboza foi adicionado em seguida, recebendo as boas-vindas do chefe do departamento, delegado Felipe Curi.

Maurício Demétrio foi transferido para a Decon no fim de março, após a prisão do também delegado Marcelo Machado. De acordo com as investigações do Ministério Público estadual do Rio, a prisão em flagrante de Machado foi forjada por Demétrio.

Ainda de acordo com as investigações, Demétrio forjou o flagrante porque Machado tinha investigado sua equipe na Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) por suspeita de receber propina de comerciantes da rua Teresa, em Petrópolis.

Demétrio e outras seis pessoas foram presas nessa quarta-feira, em operação do MP. Segundo a denúncia, o delegado era chefe de uma organização criminosa instalada dentro da Polícia Civil do Rio.

Ainda de acordo com o MP, o grupo de Demétrio teria lucrado no período de três anos, entre março de 2018 e março de 2021, R$ 1 milhão de reais em propina apenas na Rua Teresa. Os investigadores acreditam que o valor possa ser ainda maior e trabalham agora para detectar as áreas de atuação do agente e de seu grupo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos