Polícia usa trator nas buscas de soldado desaparecido em São Paulo

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma retroescavadeira começou a ser usada, nesta quarta-feira (2), nas buscas por um policial militar, desaparecido desde o sábado (29), quando foi visto pela última vez, por volta das 22h30, em frente à estação Sacomã, da linha 2-verde do metrô, na zona sul da capital paulista.

O equipamento foi usado para remover terra de um terreno, perto da comunidade de Heliópolis, também na zona sul, onde uma denúncia anônima teria indicado que haveria o corpo de um homem. Nada foi encontrado até o fim da tarde desta quarta.

A Polícia Civil investiga as circunstâncias em que desapareceu Leandro Martins Patrocínio, 30 anos, soldado do 1º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária de São Bernardo do Campo (ABC).

Segundo a PM, o soldado, que estava de folga quando foi visto na saída do metrô, deveria ter se apresentado ao trabalho às 4h45 do domingo (30), o que não ocorreu, segundo nota da corporação. Câmeras de monitoramento registraram o momento em que o policial sai da estação.

A PM e bombeiros realizam operações de buscas desde o desaparecimento do soldado, incluindo com o apoio de cães farejadores.

Foi um desses cachorros que identificou a possível passagem do soldado em Heliópolis, onde um relógio foi encontrado e apreendido, na segunda-feira (31). A mulher do policial desaparecido, segundo boletim de ocorrência, reconheceu o objeto como sendo de seu marido.

A polícia analisa os registros feitos pela câmera para verificar se eles podem auxiliar na compreensão da dinâmica do desaparecimento do policial. Na gravação ele usava calça branca e uma camisa vinho, coberta por um blusão preto.

"Não houve qualquer contato do policial com a família ou integrantes da unidade em que trabalha", diz trecho da nota da PM sobre o desaparecimento do soldado.

A corporação acrescentou ainda que, além do relógio, peças de roupa, supostamente do policial desaparecido, também foram encontradas em um imóvel inacabado, durante operação policial na região de Heliópolis. Os objetos foram apreendidos e serão periciados.

As buscas pelo policial, retomadas nesta quarta-feira, não haviam encontrado o soldado, ou pistas sobre seu paradeiro, até a publicação desta reportagem.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública) afirmou que o caso é acompanhado pela PM e investigado pela 5ª Delegacia de Investigações sobre Pessoas Desaparecidas do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa).

Qualquer informação que possa ajudar no encontro do policial pode ser passada por meio dos telefones 190, da PM, ou 181, do Disque Denúncia.