Políticos de esquerda comemoram condenação de Flordelis

***ARQUIVO***NITERÓI, RJ, BRASIL, 07-11-2022: A ex-deputada federal Flordelis, aguarda o início de seu julgamento no Fórum de Niterói. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
***ARQUIVO***NITERÓI, RJ, BRASIL, 07-11-2022: A ex-deputada federal Flordelis, aguarda o início de seu julgamento no Fórum de Niterói. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

Figuras da esquerda, incluindo o deputado federal André Janones (Avante-MG), conhecido pela atuação incisiva nas redes sociais —o chamado "janonismo cultural"—, comemoram neste domingo (13) na internet a condenação da ex-deputada e pastora Flordelis dos Santos Souza.

O julgamento, que durou sete dias, deu a Flordelis pena de 50 anos de reclusão pela morte do seu companheiro, o pastor Anderson do Carmo. Ele foi assassinado a tiros na garagem de casa, em junho de 2019.

Além de ser apontada como mandante do crime, ela também foi considerada culpada por uma tentativa de homicídio com uso de veneno, falsificação de documento e associação criminosa armada.

Além dos políticos de esquerda, o deputado federal Alexandre Frota (Pros-SO), antigo apoiador de Jair Bolsonaro, também comentou a condenação da Flordelis.

Internautas aproveitaram ainda a decisão judicial para compartilhar fotos antigas da pastora ao lado de Bolsonaro, da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e da ex-ministra Damares Alves (Republicanos), eleita senadora neste ano pelo Distrito Federal.

A sentença de Flordelis, de 50 anos e 28 dias, foi anunciada na madrugada deste domingo (13), após sete dias de julgamento no Rio de Janeiro. Sua filha, Simone Rodrigues, foi condenada a 31 anos, 4 meses e 20 dias de reclusão, em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio e associação criminosa armada.

Seus filhos André Luiz Oliveira e Marzy Teixeira, além da neta Rayane dos Santos, foram considerados inocentes de participação no homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio e associação criminosa armada.

"Fui Deputado com Flordelis. Nariz empinado, ela só se misturava com a tal 'bancada evangélica'. Eu não era aceito ali, pois sempre segui um 'tal' Jesus, que me ensinou o amor como maior dos mandamentos. Hoje ela está presa e eu continuo seguindo a Deus. Longe dos falsos profetas", escreveu o deputado federal André Janones (Avante-MG).

O senador Humberto Costa (PT-PE), ex-ministro da Saúde, foi mais lacônico, afirmando que "a bolsonarista Flordelis" foi condenada a 50 anos e 28 dias de prisão.

Alexandre Frota, ator e deputado federal por São Paulo pelo Pros, afirmou que "tem horas" em que a Justiça "funciona no Brasil."

O vereador pelo Rio de Janeiro Chico Alencar, eleito deputado federal pelo PSOL, comemorou a condenação que, para ele, foi um "grande dia". "Grande Dia! A ex-deputada e cantora gospel, Flordelis, foi condenada hoje a 50 anos e 28 dias em regime fechado prisão pela morte do pastor Anderson do Carmo. Estejamos longe dos mercadores da fé!".

Líder do PSOL na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), a deputada estadual Renata Souza ironizou a chamada "bancada da Bíblia".

Já o deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) usou sua conta em rede social para listar figuras públicas ligadas ao presidente Jair Bolsonaro que chamaram a atenção por acusações criminais. "A maldade acima de tudo, as milícias acima de todos", afirmou na postagem.