Poliana Abritta lamenta morte do pai por leucemia: 'Leva todo nosso amor'

·1 minuto de leitura
Poliana Abritta e o pai José Matins Ferreira (Instagram/@polianaabritta)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Poliana Abritta, 45, falou no Instagram sobre a morte do pai, José Martins Ferreira aos 76 anos, ocorrida nesta quarta-feira (12). "A dor mais doída, a despedida mais sofrida... Ai, meu Paizinho... Leva todo o nosso amor", escreveu a jornalista e apresentadora do Fantástico (Globo) neste domingo (16).  

"Depois de alguns dias internado, a barba branca cresceu e eu brinquei: 'deixa, pai! Tá parecendo o Sean Connery'. Mas o Sean não tinha aqueles olhos verdes... Fez 76 anos no último domingo, Dia das Mães. E eu me peguei chamando ele de filho... O ciclo se fechando...", lamentou Abritta, falando sobre a coragem do pai diante da luta contra o câncer. 

Leia também:

"Mas a força dominante do Pai, com "p" maiúsculo, nunca saiu do lugar. Guerreiro, não desistiu. Dizia que aquela doença (leucemia) não lhe pertencia. E não pertencia mesmo, pai. Seus eram o pasto verdinho, os rios correndo, os bichos... o carteado, as partidas de sinuca, a pescaria, a piada que saía fácil e sem pudor. Tua era a força que renascia a cada dificuldade", relembrou, que concluiu se despedindo do pai e agradecendo à equipe médica que o acompanhou durante o tratamento.  

"Ai, meu Paizinho... Leva todo o nosso amor - é nele que a gente confia pra que essa dor diminua e nossa força aumente, a cada dia. E mais uma vez o meu muito obrigada a todos os médicos, enfermeiros e toda a equipe de profissionais de saúde que estiveram com a gente nessa jornada", finalizou.